... É só clicar no titulo do Blog, ( Em casa de poeta, o importante é sonhar!) que ele disponibiliza todo o conteúdo. Eu, acho que vale a pena. Acho também que a troca seria perfeita se deixassem um comentário, eu adoraria! Mara Araujo





sexta-feira, 14 de novembro de 2008


Noite nua...


Restou um cheiro de saudades da boca que não beijei, do corpo que não amei, nem toquei... Restou o som das suas palavras, aspectos ocultos do vazio incolor do seu corpo... suas mãos... Restou a fome, desejos vermelhos sublimados, doidos e fortes. Restou flores esvoaçando perfumes no ar. Restaram abraços em braços vazios de cores, beijos de tantos sabores, orgasmos ansiados, gemidos calados. Trancados os sons nos lábios molhados e vermelhos de mordidas, a andar frustrações em horas corridas. Angustia, ansiedade da espera, cercada em nuvens de sonhos. Restou o corpo revirado ardendo paixão, em meio a travesseiros perfumados e lençóis de jasmins respingados de estrelas de todas as cores, amarelas, brancas, rosas e azuis. Restou a boca que continua molhada e mordida compondo um corpo que se ajeita se encolhe e dorme, em posição fetal...

Um comentário:

PORTAL ANTÔNIO POETA disse...

Vc me irrita, quando afirma não se sentir poeta. Vc é poeta e muito poetaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa... Entendeu ou quer que desenhe?
Quem conta realidades suas, com tanta graça, lírismo e detalhamento, óbvio que é poeta... O que vc pode não ser é poeta de academia, isto é, aquele (a), que cursaram poesia. Poetas como vc vêm feitos desde o tempo fetal. Vc é poeta de alma minha menina. Sou teu fã incondicional, viu!
Beijos e sucesso sempre!
Antônio José