... É só clicar no titulo do Blog, ( Em casa de poeta, o importante é sonhar!) que ele disponibiliza todo o conteúdo. Eu, acho que vale a pena. Acho também que a troca seria perfeita se deixassem um comentário, eu adoraria! Mara Araujo





sábado, 21 de junho de 2008


Tempestade




Estou assustada! O que tenho que me cala fundo? Porque o estômago contraído? Essa voracidade de sentir. Tenho medo do que sou. O que sou? Onde estou? Para onde vou? Minha cabeça esta tonta confusa e gira. Com tudo o que vejo. Que leio por caminhos tão rápidos. Estou assustada! A impressão de não ser me assusta. Me diga quem sou eu nesta convulsão de ideias. Quem mora em mim nesse desatino. Estou só e assustada. Sem ter onde segurar. Sem ter alguém pra falar. Me veja me fala. Olha pra mim. Que nem sei quem sou. Diga alguma coisa que me acalme. Neste emaranhado de emoções que parece febre.. Me conta o que sou. Tenho medo do que sou. Tenho medo de me ver. Sinto ânsias e minha cabeça doí. Lateja perigosamente. Estou sufocando nas palavras. Nessa torrente de pensamentos que se arrastam pela casa. Que me escorrem pelas mãos. Porque choro? A paixão me assusta. Me diga o que sou. Que angústia e essa que me sufoca. Que me faz tremer. Me fala me diga me olhe me sinta... Tateio estrelas e extremos de mim.

Um comentário:

ladyabssinto disse...

Minha querida poetisa..cá estou eu a devorar seus escritos...n tenho palavras que a defina...és perfeita...impar...podes ter certeza que estarei sempre aqui...usufruindo de toda a ternura que passas...vc transdece.minha querida...Beijos neste Ser Dvino que habitas em ti....Bençãos Plenas...Bri..