... É só clicar no titulo do Blog, ( Em casa de poeta, o importante é sonhar!) que ele disponibiliza todo o conteúdo. Eu, acho que vale a pena. Acho também que a troca seria perfeita se deixassem um comentário, eu adoraria! Mara Araujo





sábado, 29 de maio de 2010


O Divino em nós

Sigo movimentos, tentando sempre que posso descomplicar. Atenta a todas as percepções, as verdades de cada um, relacionamentos e paradigmas. Fico aqui questionando meus movimentos, minhas crenças e o que eu acho da minha pseudo bondade, minha pseudo felicidade, esta forma ilimitada onde a única regra que sigo é a do amor generalizado como princípio vivo da fé, como dom da transformação, como resposta viva de Deus e de acreditar sempre que o ser, é apenas humano, um pedaço que me faz parte. Não possuo uma religião pré-definida, talvez seja todas, ou nenhuma... Não sei. Acredito em Deus como essência, acredito no sopro da vida e na divindade em nós e sei que todo comportamento, toda e qualquer ação gera uma reação, seja qual for. Mas, fico meio confusa porque mesmo amando e sendo amada, e acreditando em Deus, eu erro tanto... Tenho tantas limitações, medos, inseguranças e cansaço, uma absurda racionalidade nesse real de todo dia, dia-após-dia. Sinto-me às vezes tão pequena, frágil e só como última solidão, nessa busca de um pleno amor que compartilhe apenas com o olhar, que cure com apenas um gesto, um se importar de apenas querer honrar a todos que se acercam de mim, pois, reconheço a santidade, o orgulho, a ostentação, a fraqueza e a insegurança em cada olhar, e tento cuidar com medo de ser leve demais e voar num ritual sem palavras, porque sinto vibrações no ar, e aprendi a voar em direção as estrelas na imensidão do espaço, e possuo um laço secreto com a magia de algumas historias, mas, nem todos conseguem voar... Tento cuidar pisando forte na terra como ação, como raiz, como honra, como cuidado, como real e ativa forma de amar, porque somos apenas um, em meio a milhões a prever resultados e consequênçias dos nossos atos, temos o poder de mudar constantemente as coisas e a obrigação de espalhar o que sentimos, o que aprendemos como forma real de amor, porque todos nós podemos sorrir e temos o dom de voar, livres! Sobrevoar infinitas estrelas, lagos, rios, oceanos e céus, nas asas do divino que habita em nós, porque tudo, reflete...

6 comentários:

AMOR E POESIA disse...

Mara minha querida! Parabéns que texto mais lindo...como você transmite tanta verdade, pureza, dignidade, amor e tanta sensibilidade!
No que você foi escrevendo em cada palavra me levou a sentir e refletir mais o sentido da vida e do ser humano!
Eu posso te dizer que me sinto cada dia mais sua admiradora porque realmente não é necessariamente preciso ter uma formação literária nem é preciso conviver com escritores e nem intelectuais para transmitir tanto amor pela arte poética...Este sentimento vem da alma...E você já provou que tens este dom divino de transmitir tanta sabedoria de amor! Parabéns muitos parabéns quantas vezes mais for preciso!!!
Beijos em seu coração.

heloasinari disse...

Mara: Vc é divina. A faísca divina brilha demais em voce. A incomplietude do ser humano, já dizia o poeta é que nos dá beleza.Quanto aprendemos com o erro. e através dele que acertamos. Voce voa através das estrelas. Isso é oração. Elevar-se.Amar a Deus é assim mesmo
pequenos atos e gestos, atitudes.Voce, poeta é versatil.transita dos textos densos aos espirituais, cotidianos, passando pelos sensualmente corretos. É o que já falei Vc é integral...Sabe olhar poeticamente pelo andarilho perdido, alheio, à ingenuidade da adolescente grávida, feliz. beijos

Theresa Brahm disse...

suspiro como que diante de um milagre.......

acabo de retornar de uma terapia .... um tratamento doloroso..... mas teus textos ........

Obrigada.

Com carinho, Thê.

Mara! disse...

O Tereza querida... Fico tão feliz de ter te dado algum alento,meu Deus, quando escrevi esse texto era isso, a única coisa que sentia nescessidade, estar junto, ser apôio amigo, estar junto de alguma forma. E como vc pode estar junto a situações que vc nem conhece, nem vê mas sabe que existe? Vivemos em um mundo tão conturbado, nos sentimos cada vez mais distante das pessoas, cada vez mais carentes,e aflitos e é tão bom ter alguém que nos abrace, nos aperte no coração, estar junto de alguma forma, e a forma que consegui foi essa querida. Meu Deus que alegria estar do seu lado hoje... Com todo amor do mundo Tereza, beijos, beijos e beijos

Theresa Brahm disse...

Retribuo os beijos.......

Teus textos me apontam a possibilidade de uma verdade diferente.......

Agradeço também ao poeta Edu Planchêz,que me trouxe, com mãos carinhosas, até este blogger.....

Muito obrigada.

Com carinho, Thê.

Anônimo disse...

Divinamente um canto de libertação das palavras em prosa e versos traçados,bordados em nuvens.