... É só clicar no titulo do Blog, ( Em casa de poeta, o importante é sonhar!) que ele disponibiliza todo o conteúdo. Eu, acho que vale a pena. Acho também que a troca seria perfeita se deixassem um comentário, eu adoraria! Mara Araujo





domingo, 3 de janeiro de 2010


Salamandras

O sorriso, o rosto, a voz, o brilho do olhar... E o orgasmo, a enlouquecer meu corpo inteiro, nas concavidades da alma. O riso, o brilho , a voz e essa compulsão de dedos molhados que lavo na boca a sentir, a lamber cada cheiro, cada gosto meu. Mãos que tremem, que apertam, que machucam seios, coxas e o ventre num delírio de entranhas reviradas, em gemidos, murmúrios, sussurros. Salamandras, frutas e extremos. Lençóis úmidos, fronhas mordidas e o corpo ardendo, em uma dança desmedida, deslizando dedos, vontades e ausência. Minha própria mão. Muitas beiras, muitas fendas, tortura que me faz invadir seu riso, mais lento, mais lento... E o desejo correndo, numa fome que apressa, e afunda, a me gastar, a me tocar de manso enquanto a carne já não aquenta, impaciente vira revira e entrega. O riso, a voz, o brilho dos olhos cada vez mais perto, mais perto, mais perto...

10 comentários:

heloasinari disse...

Mara mulher plena, integral, não tem medo nem vergonha de mostrar sua sexualidade, numa sensibilidade descritiva, olfativa, degustativa e visualizada e tatil. Versejando seu desejo e orgasmo com maestria. Parabéns

Mara! disse...

Não é o meu desejo, o meu orgasmo, acho que são nossos desejos, os nossos orgasmos, tão naturais... Somos mulheres, saudáveis, sensíveis, normais, que amam e fazem amor, de alguma forma... Gracas a Deus! A única diferença é que tenho a coragem de descrever esse sentimento, essa sensação que é nossa, das mulheres e não minha somente... E a meu ver e sentir, é pura poesia!

Mara Araujo

Cacau Loureiro disse...

Mara... rs, começar o ano com um texto destes, rs, é pra entusiasmar!!! Gosto do jeito que escreves, como desenhas a cena, eu aqui vi como na TV, o teu talento e indiscutível, precioso, bonito, grande beijo!!!

Fernanda disse...

Nossaaa, Mara arrasou!!! Adorei!

poeta@infolink.com.br disse...

MARINHA!
Onde atracar o barco?
Junto à SALAMANDRA
(que se alimenta de fogo)
ou
nos braços da FÊNIX
(que renasce das própria cinzas?

Mara! disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mara! disse...

"O que me encanta não é o orgasmo em si, quase não consigo ve-lo, mas sim a coragem de tentar descreve-lo, o momento insano que o profano se unem a razão, fundindo o amor amizade e tesão, quando a beleza setorceem delírio, e suspiros primiros se transformam em gritos, urros de feras feridas de vida, onde a beleza é mesma a de carranca, que morde o vento e ensopa os lençóis, deixando no ar o perfume da vida e a fere ferida não temer morrer." Beijussssss

Norinaldo

Jorge das Neves disse...

Nos momentos ardentes dos orgasmos
eu te imagino em múltiplos espasmos
dizendo coisas aos lençóis macios
em loucas contrações e balbucios...

Mara! disse...

E os sonhos se repetem... Desde que o mundo é mundo.A imaginação do ser humano é poderosa... E nós mulheres, com doçura e sabedoria, comandamos... Sempre

Poemas de Amor e Graça disse...

Não é questão de comando
não razão nem poder
pois quando se está amando
tudo pode acontecer...