... É só clicar no titulo do Blog, ( Em casa de poeta, o importante é sonhar!) que ele disponibiliza todo o conteúdo. Eu, acho que vale a pena. Acho também que a troca seria perfeita se deixassem um comentário, eu adoraria! Mara Araujo





terça-feira, 10 de junho de 2008


Quando amo... apenas amo.


Me livro do verbo. Sou densa emoção. Quando amo...apenas amo. Sou mulher de grandes paixões. De etéreo e eterno envolvimento. Não economizo no amor. Mergulho inteira. Sem medos nem tristezas.Sem perdas nem danos. Como em mar aberto. Me atiro de cabeça a desvendar mistérios de amor. Vôo em asas de colibri sugando o néctar da vida. Mastigo a paixão bem devagar saboreando cada naco de felicidade.Exploro planícies e montes sem pressa. Vivendo cada emoção a flor da pele como a última.Sou densa e leve. Sou inteira. Sou faceira sou trigueira. Sou vadia passional e intensa. Me livro do verbo me solto me largo. Sou apenas paixão. Quando amo... apenas amo.

2 comentários:

Amigas disse...

Nem sei o q dizer...
Me identifico muito com seus poemas,este é mais um deles.
Pq eu sou assim ,não sei se pra bem ou mal
quando amo ..........amo
seu poema é lindo.
Beijos.

Fatima disse...

Eu sou assim também...
Quando amo, apenas Amo!!!
Beijos prá vc.
Tá tudo muito lindo aqui.