... É só clicar no titulo do Blog, ( Em casa de poeta, o importante é sonhar!) que ele disponibiliza todo o conteúdo. Eu, acho que vale a pena. Acho também que a troca seria perfeita se deixassem um comentário, eu adoraria! Mara Araujo





quarta-feira, 11 de junho de 2008

Denso


Sinto nas lágrimas o gosto do sal. Do mar que me escorrem dos olhos e molham lençóis. Vão vazando como sangue ao cortar um dedo. Ou um pedaço do corpo qualquer. As narinas congestionadas escorrendo, e o soluço abafado para não incomodar. Meu corpo me trai dentro dessa compulsão tão antiga e conhecida. Sinto dores obstinadas na alma e essa pressão na cabeça que parecem explosões pequenas medias e constantes. Companheiras desta insonia infinita que me faz revirar neste pequeno espaço da cama que me pertence. Gostaria de estar só para ter razão. Gostaria de descontrair de trair alguém. Outra pessoa que não fosse eu. Pois vivo me traindo. E a vida vai andando aos meus olhos. Vai passando nestes dias perturbadores de rebeliões internas e externas. Individuais e coletivas. Dentro dessa minha metamorfose orgânica e intempestiva. como trovões. Soluços engasgados insonias e aspirações. Um desejo imenso que tudo termine logo para recomeçar. Repensar. Tentar de novo mais uma vez. Fazer tudo diferente. Repondo hormônios. Força, Músculos. Sorrisos e fantasias. Repondo vida. Nem que seja na marra. Por pura sobrevivência. O resto? O resto é inspiração.

Um comentário:

eliana disse...

lindissimo........tocante.....a cada dia vc se supera.
Quero ser como vc quando crescer.